Publicado em Deixe um comentário

Ubatuba reajusta taxa de turismo e cobrança para ônibus de excursão sobe para R$ 3 mil

Valores representam até seis vezes mais que o valor cobrado até o último fim de semana. Taxa de entrada para ônibus é de R$ 3 mil, para micro-ônibus é R$ 1,8 mil e R$ 1,2 mil para vans.
Vista aérea da Praia Grande / Foto: Internet

A Prefeitura de Ubatuba encareceu a taxa de turismo para quem chega à cidade de fretado em excursões. A partir desta segunda-feira (7) é cobrada taxa de entrada R$ 3 mil para ônibus, R$ 1,8 mil de micro-ônibus e R$ 1,2 mil de vans. Os valores são até seis vezes maiores que o valor cobrado até o fim de semana, quando preço variava de R$ 1 mil para ônibus e R$ 200 para vans. Segundo o governo, medida é para regulamentar o número de veículos coletivos nessa modalidade que chegam ao município.

A cobrança da taxa de turismo acontece na cidade desde 2015, quando um decreto da prefeitura criou regras para o estacionamento público na cidade. Com a regulamentação, todo ônibus, van ou micro-ônibus que entra na cidade já precisava fazer um cadastro na Companhia Municipal de Turismo (Comtur) e pagava uma taxa.

Na tabela antiga, os micro-ônibus de até 24 passageiros pagavam R$ 500, as vans R$200 e os ônibus R$ 1 mil. A nova tabela ainda prevê, além da taxa de entrada, um adicional de permanência que varia de R$ 100 por dia para vans até R$ 200 para ônibus.

O novo decreto ainda prevê desconto de 30% no pagamento da taxa para veículos de longa permanência em casos em que o turista estiver hospedado em hotéis e pousadas cadastradas na prefeitura e 50% nos casos de viagens feitas por agências também cadastradas.

Com o reajuste, a entrada na cidade passou a ser a mais cara praticada no litoral norte. As demais cidades também usam o serviço de controle e aplicação de taxas. Em Ilhabela, o valor mais alto praticado chega a R$ 1,6 mil; em Caraguatatuba o valor é cobrado por passageiro, mas pode chegar a R$ 900 e em São Sebastião a taxa máxima é de R$ 700.

A gestão não explicou qual o parâmetro usado para o cálculo dos novos valores, mas informou que a nova taxa tem como objetivo “promover uma melhor regulamentação do número de transportes coletivos turísticos que adentram o município”.

A prefeitura também não informou a média de veículos que faz turismo de excursão na cidade, nem se espera que a nova tabela de preço reduza a circulação dos fretados nessa modalidade.

Taxas

Além da taxa de turismo, a cidade que aplicar a partir deste ano uma modalidade de ‘pedágio ambiental’ que vai cobrar também dos veículos de passeio que entram na cidade.

Segundo a lei aprovada junto à Câmara, a cidade vai passar a cobrar de R$ 3 a R$ 70 dependendo da capacidade do veículo.

A previsão é de que a taxa passe a valer a partir do segundo semestre, porque ainda depende da regulamentação e inatalação dos postos de cobrança na entrada e saída da cidade.

De acordo com a gestão, a iniciativa é para investir na preservação do meio ambiente e se baseia em outras cidades que também tem reserva ambiental. Todo o valor arrecadado com a taxa vai ser investido na conservação, recuperação, obras e projetos educacionais voltados ao meio ambiente.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *